Voltar

Alimentos essenciais para o desenvolvimento dos bebês

Todos os dias falamos sobre a importância de manter uma dieta equilibrada e natural para que os bebês e crianças tenham energia para crescer saudável. Mas você já se perguntou quais são os alimentos indispensáveis nessa fase da vida?

 

Os primeiros meses de vida são primordiais para o desenvolvimento da criança em muitos sentidos, inclusive quando o assunto é alimentação. É nessa hora que o bebê começa a conhecer os diferentes tipos de alimentos. 

Aproveitando-se dessa fase de descobertas, a família pode inserir alimentos nutritivos que estimulem o gosto do bebê e que fazem muito bem para seu crescimento. Todas as vitaminas e minerais que ele adquirir agora servirão de impulso para o desenvolvimento do seu organismo por toda a vida.

Listamos alguns alimentos no texto a seguir, mas ainda assim, ressaltamos a importância de conversar com um nutricionista ou pediatra de confiança para ter um conteúdo mais amplo e personalizado de acordo com as características do seu filho.

1. Leite materno

O leite materno é o alimento mais completo que existe. Ele fornece proteínas, vitaminas e carboidratos riquíssimos e ainda reforça o sistema imunológico. O primeiro leite, chamado de “colostro”, é ainda mais importante. Até os 6 meses de idade, recomenda-se a amamentação exclusiva, a partir de então deve se introduzir os alimentos mantendo a  amamentação até os dois anos da criança, se possível.

2. Frutas

Ricas em vitaminas e ótimos exemplos de antioxidantes, as frutas são excelentes alimentos complementares para o crescimento do bebê. Sirva as frutas após as refeições principais ou entre as refeições, como café da manhã ou da tarde e claro, não coloque açúcar.

3. Peixes

Peixes em geral são ricos em ômega-3 e auxiliam no desenvolvimento cognitivo e na memória cerebral. Os mais leve e menos espinhas são: badejo, cação, tilápia e linguado.
A recomendação dos especialistas é que essa proteína seja oferecida aos poucos para observar melhor casos de alergias alimentares. Caso a criança apresente alguma reação, fica mais fácil identificar o que causou o problema.

4. Verduras e legumes

O consumo de verduras e legumes é fundamental especialmente no caso das crianças, que precisam dos nutrientes variados que estes alimentos contêm para garantir um bom crescimento dos seus ossos e músculos.

Quando maior a variedade desses alimentos, mais nutrientes e vitaminas os pequenos irão receber. Por isso capriche na hora de oferecer. Variar o modo seja amassadinhos ou em pedacinhos, pode ajudar no interesse da criança. Para os pequenos que apresentem recusa a certos alimentos, a dica é oferecer em momentos diferentes e alternando as opções.

 

5. Leguminosas

 

As leguminosas estão entre os itens que não podem faltar no cardápio dos pequenos. Elas são importantes fontes de vitaminas, proteínas e minerais. Feijão, lentilha, ervilha e grão-de-bico são algumas das versões mais conhecidas. 

Elas possuem vitaminas do complexo B, ferro, potássio, cálcio, zinco, selênio, magnésio, entre outros minerais. Além disso, fornecem também grande quantidade de fibras, importantes para garantir a saciedade, manter os níveis recomendados de colesterol, o bom funcionamento do intestino e o controle da glicemia.
Rico em ferro e minerais, o feijão pode ser incluído desde cedo na dieta do bebê. Ele ajuda a manter o pensamento ativo e garante energia e disposição.

 

Uma boa alimentação na fase inicial da vida é muito importante, pois os bebês obtêm a energia necessária para crescerem fortes e saudáveis. é importante lembrar que os alimentos devem ser sempre leves e equilibrados. 

A rotina familiar conta muito para o interesse dos pequenos pelos alimentos. Os adultos que convivem com essa criança também devem manter hábitos alimentares saudáveis.

Assine nossa newsletter