Voltar

Atitudes dos pais impactam na alimentação dos filhos

Já ouviu a expressão ‘’crianças veem, crianças fazem’’? Pois bem… Com os hábitos alimentares não é diferente.
Segundo uma pesquisa feita pela Universidade Saint Louis, nos Estados Unidos, crianças de 1300 famílias se alimentam muito bem por seguirem os passos dos seus pais. E é aí que eu te pergunto: você tem sido um bom exemplo quando o assunto é alimentação para o seu filho?
A habilidade de imitar comportamentos das crianças está ligada à capacidade de observação que elas possuem, por isso é sempre bom estar atento, pois o comportamento dos pais causa grande impacto na formação da criança! Então exigir do seu filho uma alimentação saudável quando ele não vê isso em casa pode se tornar uma missão impossível!
É por isso que um bom exemplo é a chave do sucesso. E o melhor de tudo é que a família toda sai ganhando nessa! Portanto, a ideia é parar de usar aquela velha desculpa do ‘’faça o que eu digo, mas não faça o que eu faço’’ porque palavras são importantes sim, mas as atitudes marcam muito mais.
E para te ajudar nessa questão, vão aí algumas dicas:
Comece por você: Como anda sua rotina alimentar? Quais alimentos você consome diariamente? Reflita por um momento se você possui os hábitos que gostaria que seu filho tivesse. Comer alimentos saudáveis na frente deles pode despertar o interesse e curiosidade.

Seja paciente
Desenvolver o hábito de uma alimentação saudável nas crianças (e até na gente né?) leva tempo! Pressionar a criança para comer pode não ser uma boa ideia, fazendo com que eles se fechem a novas opções, por isso é preciso ser paciente e respeitar o tempo de cada um.

Deixe apenas os alimentos saudáveis ao alcance das crianças
Procure deixar nos armários e geladeira apenas lanchinhos saudáveis. Assim, quando a criança procurar, só irá encontrar boas opções! E nada de punir ou recompensar com aquele docinho, hein? Isso pode fazer a criança começar a associar sentimentos à comida, o que não é uma atitude saudável nem do ponto de vista físico quanto do emocional.

Aposte na variedade
A variedade de cores, texturas e sabores não é só importante pela questão nutricional, mas também ajuda a estimular o interesse nos pequenos. Vale lembrar que uma criança que consome sempre a mesma comida, pode começar a rejeitar outras opções. Inovar nas apresentações dos pratos também pode ajudar muito!

Cozinhe junto com seu filho
As crianças são super curiosas, portanto, cozinhar juntos com certeza será uma experiência incrível para elas tanto no aprendizado sobre os alimentos, quanto na interação com os pais! Eles adoram fazer parte de ‘’atividades adultas’’.
Sabemos que na correria diária a alimentação acaba sendo deixada um pouco de lado e optamos pelo mais rápido e fácil (que muitas vezes não é a opção mais saudável). Mas as crianças se espelham em nós, por isso vale a pena o esforço para cuidar da nossa saúde e da saúde de quem a gente ama!

Equipe Empório da Papinha

Assine nossa newsletter