Voltar

Consumo de agrotóxicos em frutas e verduras pode estar associado à redução da fertilidade feminina

O consumo de frutas e verduras com altos índices de agrotóxicos, como morangos, espinafres e uvas, pode estar associado à redução da fertilidade feminina. A conclusão é de estudo recente realizado pela Harvard T.H. Chan School of Public Health.

Publicada no Jama Internal Medicine, a pesquisa observou a dieta de 325 mulheres submetidas a tratamentos de reprodução assistida e verificou que aquelas que consumiam mais de duas porções diárias de frutas e legumes com altos índices de agrotóxicos tinham 18% menos chances de engravidar e diminuíam em 26% a probabilidade de parir um bebê vivo, do que aquelas que comiam menos alimentos com índices elevados de pesticidas.

Para o toxicologista Anthony Wong, diretor do Centro de Assistência Toxicológica do Hospital das Clínicas, contudo, o estudo não deve ser motivo para pânico, nem causar mudanças drásticas na dieta, visto que ele não é conclusivo e deixa muitas questões sem respostas, como os tipos de pesticidas envolvidos e a quantidade de substância que foi aplicada no alimento.

“Ele serve de alerta, mas não dá muitas informações necessárias para programas de prevenção e educação. O que devemos ressaltar é que todos os alimentos sem casca merecem maior cuidado e atenção antes de consumir.

Fonte: Revista Crescer, por Gladys Magalhães

Assine nossa newsletter